Society for Christian Psychology - http://christianpsych.org

Christian Counseling & Educational Foundation - http://www.ccef.org

The Association of Christian Therapists - www.ACTheals.org

Association of Biblical Counselors - http://christiancounseling.com

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Eliézer de Mello Silveira denunciou Luiz Mott ao Ministério Público Federal da Bahia: APOLOGIA DE CRIME DE PEDOFILIA. Luiz Motta, professor universitário, líder do movimento gay, petista, esquerdista, marxista e socialista da Universidade Federal da Bahia, agraciado por LULA por medalha, se orgulha de ter tido relações sexuais com mais de 500 homens, deve ir URGENTE PARA CADEIA POR FAZER APOLOGIA A PEDOFILIA. Um abismo chama outro abismo!

Eliézer de Mello Silveira denunciou Luiz Mott ao Ministério Público Federal da Bahia: APOLOGIA DE CRIME DE PEDOFILIA. Luiz Motta, professor universitário, líder do movimento gay, petista, esquerdista, marxista e socialista da Universidade Federal da Bahia, agraciado por LULA por medalha, se orgulha de ter tido relações sexuais com mais de 500 homens, deve ir URGENTE PARA CADEIA POR FAZER APOLOGIA A PEDOFILIA. Um abismo chama outro abismo!

http://luis-cavalcante.blogspot.com/2011/12/eliezer-de-mello-silveira-denunciou.html

terça-feira, 11 de outubro de 2011

A filosofia educacional marxista pós-modernista do Ministro Petista da Educação empobrece a Literatura, estimula o relativismo moral e as suas variantes devastadora da integridade e da família natural e tradicional.

Professor diz que Enem pode prejudicar ensino de literatura

Uma pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com base nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 1998 a 2010 apontou que poesias e letras de canções aparecem em 42% das questões de literatura. Romances estão presentes em cerca de 12% das perguntas, e contos em apenas 3%. Enquanto isso, histórias em quadrinhos ocupam 19% do teste. Para o professor de literatura brasileira da universidade, Luís Augusto Fischer, os resultados são "assustadores e podem prejudicar o ensino nas escolas".

O pesquisador afirma que a prova foca na vertente da linguagem, e não da cultura. "O Enem prestigia mais a literatura enquanto leitura do que a literatura enquanto aprendizagem cultural", afirma. Fischer explica que a primeira vertente - que é a mais utilizada no teste - é mais simples, pois implica somente na leitura direta de um texto, seja ele letra de música, quadrinhos ou um conto. Um exemplo de questão é pedir para o candidato analisar um romance e afirmar se o discurso utilizado é direto ou indireto, por exemplo.

De acordo com Fischer, pensar a literatura como cultura exige mais complexidade, uma vez que um texto será analisado pelo conhecimento da sua história, enredo e características do autor. "As duas são imprescindíveis, mas a prova foca somente em uma. Com esse privilégio à leitura, se perde muita coisa do vasto patrimônio cultural letrado que já existe e ao qual todos devem ter acesso na escola", defende.
O estudo mostra que há, por ano, uma média de 13% de questões que mencionam textos literários e semiliterários. Além disso, a frequência de autores foi considerada baixa ao se avaliar todos os testes, de 1998 a 2010 (inclusive a prova de 2009 que vazou). Carlos Drummond de Andrade apareceu 19 vezes; em segundo lugar, vêm Machado de Assim e Manuel Bandeira, com sete citações. Nenhum outro autor aparece mais de cinco vezes. Graciliano Ramos e João Cabral aparecem três vezes cada, menos do que Jim Davis, do Garfield, e Bob Thaves, da tira Frank e Ernest, com quatro referências cada.

"Acredito no sistema do Enem de desprezar a decoreba de certos vestibulares, mas o caso é que a prova trata o texto literário como um texto qualquer. Um poema de Drummond, por exemplo, é colocado no mesmo nível de uma tira em quadrinhos", afirma o professor.

Na visão de Fischer, o fato pode prejudicar o ensino literário na escola, uma vez que o ensino médio se molda à demanda do processo seletivo de ingresso às universidades. "Na escola brasileira, a literatura tem sido porta de acesso não apenas a livros, mas também a outras artes. Sem isso, me parece que vamos perder esse acesso, além de perdermos parte importante, talvez fundamental, da formação cultural dos alunos nesses campos", completa.

(...)

Fonte: http://noticias.terra.com.br/educacao/enem/noticias/0,,OI5404391-EI8398,00-Professor+diz+que+Enem+pode+prejudicar+ensino+de+literatura.html

Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

domingo, 25 de setembro de 2011

Precisamos Urgente: pela legalização do homeschooling para salvar as nossas crianças cristãs e do bem da influência imoral, niilista, relativista, homossexualizando e idolátrico do suposto "Estado Laico".

Urgente: pela legalização do homeschooling


Prezados,

Tramitam na Câmara dos Deputados, desde 2008, os Projeto de Lei (PL) 3518/2008, de autoria dos Deputados Henrique Afonso (PT-AC) e Miguel Martini (PHS-MG), e 4122/2008, de autoria do Dep. Walter Brito Neto (PRB-PB). Esses projetos, que estão tramitando juntos, propõem a legalização explícita do ensino domiciliar ou homeschooling no Brasil.

Eles começaram a sua tramitação pela Comissão de Educação e Cultura (CEC) da Câmara, onde estão até hoje. Para quem não sabe, a Câmara se divide em comissões temáticas, que são grupos de deputados que se especializam em certos assuntos. Todos os projetos que dizem respeito à educação e à cultura passam pela CEC. Quando um projeto de lei passa por qualquer comissão da Câmara, um dos deputados-membros é escolhido como relator e tem a tarefa de examinar o projeto e produzir um relatório a seu respeito, explicando-o aos demais membros da comissão e recomendando a aprovação ou rejeição do projeto. A comissão é livre para acatar ou não o relatório do deputado relator, mas em geral a tendência é acatá-lo.

Em junho de 2009, a então deputada relatora, Bel Mesquita (PMDB-PA), apresentou à CEC um relatório propondo a rejeição dos projetos sobre homeschooling, alegando que eles violariam a Constituição e as leis brasileiras, que a socialização escolar é imprescindível e que há países desenvolvidos que proíbem ou restringem o ensino domiciliar.

Em julho de 2009, o Dep. Lobbe Neto (PSDB-SP) sugeriu à CEC que, antes que ela tomasse alguma decisão acerca do relatório da Dep. Bel Mesquita e dos projetos sob análise, fosse realizada uma audiência pública, na qual a CEC convidaria especialistas no assunto a apresentarem palestras e discutirem o tema perante a Comissão. Essa audiência de fato foi realizada em outubro de 2009, com a participação dos seguintes palestrantes:

(a) o Sr. Carlos Artexes Simões, diretor de Concepções e Orientações Curriculares para a Educação Básica, da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação;

(b) o Sr. Cláudio Ferraz Oliver, escritor, mestre em educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em Curitiba, e residente nessa cidade;

(c) o Sr. Cléber de Andrade Nunes, designer, residente em Timóteo (MG), pai de dois adolescentes que estão sendo educados em casa por ele próprio e por sua mulher, e que por causa disso está enfrentando ações judiciais divulgadas na imprensa de todo o país;

(d) o Prof. Luiz Carlos Faria da Silva, doutor em educação pela Universidade Estadual de Campinas e professor da Universidade Estadual de Maringá (PR);

(e) o Prof. Alexandre Magno Fernandes Moreira Aguiar, procurador do Banco Central do Brasil, professor de Direito na Universidade Paulista e em vários cursos preparatórios para concursos em Brasília.

O representante do MEC posicionou-se contrário aos projetos; todos os demais, contudo, se pronunciaram favoravelmente e apresentaram com brilho vários argumentos relevantes.

Em consequência dessa audiência, o deputado que a presidiu, Wilson Picler (PDT-PR), convenceu-se do mérito do ensino domiciliar e preparou uma proposta de emenda constitucional (PEC) destinada a consagrar na Constituição Federal o direito ao ensino domiciliar. Ele conseguiu o apoio de dezenas de outros deputados para apresentar essa proposta. Trata-se da PEC 444/2009, que também está tramitando no Congresso. Não se deve confundir a PEC 444/2009 com os dois projetos de lei que estou comentando aqui; enquanto a PEC pretende alterar a Constituição Federal, os PLs pretendem modificar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Para os interessados na prática do ensino domiciliar, é muito importante a aprovação tanto da PEC quanto destes PLs.

Pois bem: depois dessa audiência pública, a tramitação dos PLs na CEC da Câmara parou por um longo tempo. O relatório da Dep. Bel Mesquita foi arquivado sem ser votado. A deputada, por sua vez, não foi reeleita e saiu da Câmara dos Deputados.

Até que agora, em 15/09/2011, o novo relator, o Dep. Waldir Maranhão (PP-MA), apresentou um novo relatório à CEC sobre esses projetos. E esse segundo relatório também recomenda a rejeição dos dois projetos, com base em argumentos idênticos aos da antiga relatora Bel Mesquita.

Esse relatório ainda não foi votado pela CEC, mas pode vir a ser votado a qualquer momento. Caso a CEC aceite o relatório, os projetos serão rejeitados definitivamente e nós perderemos uma oportunidade histórica de legalizarmos o ensino domiciliar no Brasil. É fundamental, portanto, que todos aqueles que apoiam o homeschooling escrevam aos deputados que integram a CEC, manifestando seu apoio aos projetos e sua desaprovação do relatório do Dep. Waldir Maranhão -- e, naturalmente, solicitando aos deputados que rejeitem o relatório do Dep. Maranhão e aprovem os projetos.

Os e-mails dos deputados que integram a CEC são:






























































Basta copiar todos os e-mails acima e colar de uma só vez no campo do destinatário. Mandem a sua mensagem para todos eles, independentemente do partido a que pertençam (há simpatizantes do ensino domiciliar em todos eles) e independentemente do fato de serem membros titulares ou suplentes da CEC (nunca se sabe quais serão os deputados efetivamente presentes à seção em que os projetos serão votados).

Para quem quiser acompanhar melhor os projetos e sua tramitação, esta é a página do PL 3518/2008:


e esta é a do PL 4122/2008:


Cliquem em "inteiro teor", logo do lado dos números dos projetos, e vocês poderão lê-los.

Na página do PL 3518/2008, lá embaixo, vocês encontram uma referência ao parecer do Dep. Waldir Maranhão. Cliquem em "inteiro teor" e vocês poderão ler o relatório que ele escreveu.

Nessas páginas vocês também encontram outros documentos relevantes.

Por favor, encaminhem esta mensagem para qualquer pessoa que possa se interessar pelo tema.

Obrigado.

Atenciosamente,

Felipe Ortiz


Divulgação: www.juliosevero.com
 
 
Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA REFORMADA

Reformar a Sociedade Brasileira através da Reforma da Educação
e Cultura a partir da Cosmovisão Cristã, Reformada e Calvinista.


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Joga Limpo Brasil: Instituições cristãs se unem em projeto evangelístico para Copa e Olimpíadas

Joga Limpo Brasil: Instituições cristãs se unem em projeto evangelístico para Copa e Olimpíadas
http://educacaofisicareformacional.blogspot.com/2011/09/joga-limpo-brasil-instituicoes-cristas.html

Coral Shalom convida: Culto de Gratidão a DEUS por seus 25 anos - 25/09/2011 d.C - Domingo às 19h na Igreja Presbiteriana do Brasil em Osasco (IPO)




Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA REFORMADA

Reformar a Sociedade Brasileira através da Reforma da Educação
e Cultura a partir da Cosmovisão Cristã, Reformada e Calvinista.

Café da manhã com homens - Vencendo as Crises - Entrada Franca - 01/10/11 d.C - às 8h30 - Espaço Cultural Presbiteriano de Pinheiros/SP

Café da manhã com homens - Vencendo as Crises - Entrada Franca - 01/10/11 d.C - às 8h30 - Espaço Cultural Presbiteriano de Pinheiros/SP





Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA REFORMADA

Reformar a Sociedade Brasileira através da Reforma da Educação
e Cultura a partir da Cosmovisão Cristã, Reformada e Calvinista.


Dr. Eugene Nida - Morre conceituado tradutor da Bíblia

Eugeneooooookkkkk

Eugene Nida foi responsável pelo desenvolvimento do método que tornou a mensagem bíblica mais fácil de ser compreendida em diversas línguas. No Brasil, acompanhou o trabalho que culminou na publicação da Almeida Revista e Atualizada.


Por Oficina da Palavra (SBB)

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) manifesta seu imenso pesar pela morte do Eugene A. Nida, ocorrido na quinta-feira, 25 de agosto, em Bruxelas, na Bélgica, aos 96 anos. Grande expoente da tradução da Bíblia no século 20, Nida, por mais de 50 anos – a partir de 1943 –, coordenou o programa de traduções da Sociedade Bíblica Americana. Posteriormente, foi o mentor do programa global de traduções das Sociedades Bíblicas Unidas, além de consultor a serviço dessa organização. “Vai-se talvez o mais influente tradutor da Bíblia de todos os tempos! Milhões de pessoas tiveram acesso à Palavra de Deus, graças a ele”, ressaltou o diretor executivo da SBB, Rudi Zimmer.

Eugene Nida será lembrado principalmente pela revolução que promoveu no âmbito da tradução bíblica, em meados do século 20. O impacto que isso teve sobre o crescimento e o desenvolvimento da Igreja cristã continua a ser sentido ainda hoje, na medida em que milhões de pessoas em centenas de línguas, em todo o mundo, tiveram acesso à Bíblia graças ao método que ele desenvolveu e disseminou.

Valendo-se de conceitos tirados da Linguística, das Ciências da Comunicação e da Psicologia, além de estudos culturais, Nida desenvolveu um enfoque ou método prático de tradução, que ele chamou de equivalência funcional ou dinâmica. Seu objetivo era tornar a tradução clara e compreensível, sem que perdesse a exatidão. Mas a contribuição dele não se limitou à tradução da Bíblia. Nida influenciou também o campo da Ciência da Tradução, que teve origem em sua época. Ele é visto como o homem que deu o pontapé inicial, que levaria ao desenvolvimento dessa disciplina.


Por meio de numerosos livros, artigos e inúmeras palestras, Nida pôde ajudar estudiosos, tradutores e especialistas a encontrar novas formas de comunicar-se de forma eficaz. Seus livros Toward a Science of Translating (Com Vistas a uma Ciência da Tradução), de 1964, e Theory and Practice of Translation (Teoria e Prática da Tradução), de 1969, foram traduzidos para várias línguas e, ainda hoje, são ferramentas essenciais para tradutores da Bíblia. Devido ao seu trabalho acadêmico, sua influência ultrapassou o campo da tradução bíblica influenciando a área da tradução como um todo.

Nida cursou a Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA), formando-se em 1936, tendo o Grego como área de concentração e o Latim como área complementar. Obteve uma das mais altas avaliações na história dessa universidade. No verão que se seguiu à sua formatura, Nida se preparou para começar um trabalho missionário de cunho linguístico com a organização que se tornaria o “Summer Institute of Linguistics” (Sociedade Internacional de Linguística – SIL). Um pouco mais tarde, começou a trabalhar com a língua Taramuhara, no México. No entanto, por problemas de saúde teve de retornar à Califórnia. No período do verão, continuava a treinar tradutores para SIL. Ao mesmo tempo, deu início a seus estudos de pós-graduação, concluindo o mestrado em Grego do Novo Testamento, em 1939, na Universidade do Sul da Califórnia, e o doutorado em Linguística, na Universidade de Michigan, em 1943.



Parceria duradoura – Em 1943, passou a trabalhar para a Sociedade Bíblica Americana. Não demorou muito para começar um intenso programa de viagens para ajudar tradutores da Bíblia em todas as partes do mundo. No Brasil, acompanhou o trabalho de revisão da tradução de Almeida, que culminou na publicação da Almeida Revista e Atualizada. Aos poucos, foi desenvolvendo o método da equivalência funcional. Nida se comunicava com extraordinária facilidade e conseguiu mostrar a tradutores, com os mais variados níveis de formação, como poderiam usar o método de tradução que ele desenvolveu. As traduções que resultaram disso eram ao mesmo tempo exatas, do ponto de vista exegético, e compreensíveis para o leitor.


Seu método fez com que a Bíblia se tornasse disponível e acessível numa escala nunca antes vista. Isto vale tanto para línguas da Ásia, África e América Latina, para as quais a Bíblia nunca antes havia sido traduzida, bem como para o inglês e outras línguas mais conhecidas, que já têm uma longa história de tradução bíblica. Exemplos disso são a “Good News Translation”, a “Contemporary English Version”, bem como a Nova Tradução na Linguagem de Hoje. Mas outras traduções, como a Nova Versão Internacional e a Nova Bíblia de Jerusalém, também revelam influência do tradutor. Quando, em 1946, várias Sociedades Bíblicas locais decidiram trabalhar em conjunto e formar as Sociedades Bíblicas Unidas (UBS), Nida se fez presente na reunião em que essa organização foi fundada e, posteriormente, se encarregou de formatar os projetos de tradução dessa nova organização.


Nida sabia que os tradutores da Bíblia precisavam ter acesso às melhores edições dos textos originais e foi assim que tomou a dianteira em projetos tanto para o Novo Testamento Grego quanto para a Bíblia Hebraica. Disso resultou a publicação de O Novo Testamento Grego das Sociedades Bíblicas Unidas – hoje na quarta edição revisada, com uma edição em português publicada no Brasil –, que é a edição mais usada por estudiosos e tradutores em nossos dias, bem como o desenvolvimento do Hebrew Old Testament Textual Project [Projeto do Texto do Antigo Testamento em Hebraico], que ajuda os tradutores a entender mais de 6 mil problemas textuais relacionados com o texto hebraico.

Ele inovou também no campo da lexicografia, na medida em que desenvolveu uma nova maneira de fazer um dicionário do grego do Novo Testamento. Trata-se do Dicionário Semântico, baseado em domínios ou campos semânticos, que são áreas de significados relacionados entre si. Nesse dicionário aparecem, não as palavras ou os equivalentes de tradução em ordem alfabética, mas os significados, que são agrupados por campos semânticos. Esse dicionário é de imenso valor para os tradutores, na medida em que ajuda a distinguir entre os diferentes significados de uma mesma palavra.


Nida teve seu trabalho reconhecido em várias ocasiões tanto pela Sociedade Linguística Americana (da qual foi presidente em 1968) como pela SBL (Society of Biblical Literature). Recebeu vários títulos de doutor honoris causa bem como outras homenagens de instituições de ensino de todo o mundo.Seu legado continua através do “Eugene Nida Institute for Biblical Scholarship” da American Bible Society.


Nida foi casado por cinquenta anos com Althea Lucille Sprague Nida, que faleceu em 1993. Algum tempo depois, Nida conheceu a Dra. Elena Fernandez-Miranda, renomada tradutora e intérprete, com quem casou em 1997.


Fonte: Philip C. Stine, com tradução de Vilson Scholz. Philip Stine atuou no Departamento de Traduções da UBS de 1984 a 1998. Antes disso, de 1968 a 1984, havia sido consultor de traduções e coordenador regional da UBS na África.


Fonte via: http://www.ipb.org.br/portal/noticias/853-morre-con


Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA REFORMADA

Reformar a Sociedade Brasileira através da Reforma da Educação
e Cultura a partir da Cosmovisão Cristã, Reformada e Calvinista.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Darwin: uma mudança teórica lhe faria muito bem!!! James A. Shapiro, biólogo molecular da Universidade de Chicago, não é proponente do design inteligente (DI). Ele é evolucionista, mas o seu novo livro Evolution: A View from the 21st Century [Evolução: um ponto de vista do século 21] é leitura recomendada para os proponentes do DI que têm interesse na complexidade biológica.

Darwin: uma mudança teórica lhe faria muito bem!!! James A. Shapiro, biólogo molecular da Universidade de Chicago, não é proponente do design inteligente (DI). Ele é evolucionista, mas o seu novo livro Evolution: A View from the 21st Century [Evolução: um ponto de vista do século 21] é leitura recomendada para os proponentes do DI que têm interesse na complexidade biológica.






James A. Shapiro, biólogo molecular da Universidade de Chicago, não é proponente do design inteligente (DI). Ele é evolucionista, mas o seu novo livro Evolution: A View from the 21st Century [Evolução: um ponto de vista do século 21] é leitura recomendada para os proponentes do DI que têm interesse na complexidade biológica.

Shapiro não promove o modelo clássico de evolução neodarwinista moderno. Antes, num sentido, ele crê que os organismos biológicos são programados para evoluir. Essa programação, acredita ele, não surgiu definitivamente através de processos darwinianos – mutações não guiadas preservadas pela seleção natural. Mas ele crê que assim que a programação estivesse vigorando, ela promoveu muito do resto da evolução tanto de procariotos como de eucariotos.
Clique no link abaixo para continuar a matéria:
Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com/

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA REFORMADA

Reformar a Sociedade Brasileira através da Reforma da Educação
e Cultura a partir da Cosmovisão Cristã, Reformada e Calvinista.
http://educacaoeculturareformada.blogspot.com/

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Vem aí o kit gay 2! - O PT do Mensalão, do dólar na cueca, protagonista da maior corrupção na história do Brasil quer corromper as nossas crianças com o KIT GAY.

Vem aí o kit gay 2! - O PT do Mensalão, do dólar na cueca, protagonista da maior corrupção na história do Brasil quer corromper as nossas crianças com o KIT GAY.

Clique no link abaixo para acessar as informações:
http://luis-cavalcante.blogspot.com/2011/09/vem-ai-o-kit-gay-2-o-pt-do-mensalao-do.html

Fernando Haddad - Ministro da Educação, responsável pelo kit gay, é obscecado pelo socialismo - quer enfiar o kit gay nas crianças de escola a todo custo - A doutrinação marxista das crianças no Brasil.

A doutrinação marxista das crianças no Brasil

Ministro da Educação, responsável pelo kit gay, é obscecado pelo socialismo


Julio Severo

Fernando Haddad, a criatura que quer enfiar o kit gay nas crianças de escola a todo custo, ocupa o Ministério da Educação no Brasil e é autor dos seguintes livros:

O Sistema Soviético, Scritta Editorial, São Paulo, 1992;

Em defesa do socialismo, Editora Vozes, Petrópolis, 1998;

Desorganizando o consenso, Vozes, Petrópolis, 1998;

Sindicatos, cooperativas e socialismo, Editora Fundação Perseu Abramo, São Paulo, 2003;

Trabalho e Linguagem, Azougue Editorial, Rio de Janeiro, 2004.

E o Blog do Aluizio Amorim traz a seguinte denúncia:

SENADOR FAZ REVELAÇÃO ATERRADORA DO CONTEÚDO QUE É ENSINADO A CRIANÇAS E ADOLESCENTES NOS LIVROS DISTRIBUÍDOS PELO GOVERNO DO PT ATRAVÉS DO MEC!




O Senador Desmóstenes Torres (DEM-GO)pronunciou um discurso lapidar no Senado da República denunciando a ação criminosa do governo do PT, através do Ministério da Educação, que promove a lavagem cerebral de crianças e adolescentes das escolas brasileiras através de livros didáticos doutrinários com afirmações mentirosas e sem qualquer base científica, ao mesmo tempo em que faz a defesa do ataque à propriedade privada e distorce a realidade usando coisas que vão além do marxismo vulgar. Sem falar no tratamento afrontoso do idioma português ensinado o errado como certo e na abordagem vulgar da questão sexual que faz esses livros do MEC se aproximarem da sub-literatura pornográfica.

Enfim, o que é revelado minuciosamente pelo Senador Demóstenes Torres neste pronunciamento deve ser ouvido por todos. Encareço aos honrados leitores do blog, especialmente os pais de alunos, que vejam com atenção este vídeo e que se unam num grande movimento para obrigar o governo do PT a retirar essa sujeira das escolas.

Chamo a atenção especial a todos os leitores: trata-se de uma denúncia gravíssima, uma coisa muito séria e terrivelmente chocante que está destruindo a Nação brasileira e transformando as futuras gerações em autômatos sob o comando dessas moscas varejeiras do PT.

Encareço que, de ofício, o Ministério Público acione a Justiça para o recolhimento imediato desses livros propondo ainda competente ação penal tendo em vista processar os responsáveis por esse crime que corrompe a juventude brasileira e antecipa a destruição da Nação ao vilipendiar os valores do respeito à lei e à ordem, da liberdade, da individualidade, do Estado de Direito, da democracia e do direito à Educação e ao conhecimento vazado nos princípios da ciência.

Não deixem de ver este vídeo sob hipótese nenhuma! É IMPORTANTÍSSIMO!



















Socialismo de guerra



Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com/

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA REFORMADA

Reformar a Sociedade Brasileira através da Reforma da Educação

e Cultura a partir da Cosmovisão Cristã, Reformada e Calvinista.

http://educacaoeculturareformada.blogspot.com/